Português

相關法律
 
合同
 
相關網站
 
服務承諾
 
投訴建議
 
聯絡我們
 

這個頁面上的內容需要較新版本的 Adobe Flash Player。

取得 Adobe Flash Player


Informação da Ponte de Hong Kong, Zhuhai e Macau

A Ponte de Hong Kong, Zhuhai e Macau situada numa área marítima em coincidência da Ilha de Lingding, na foz do Rio das Perólas, sendo um acesso de grande envergadura sobre o mar ligando a Região Administrativa Especial de Hong Kong, a cidade de Zhuhai da Província de Guangdong e a Região Administrativa Especial de Macau, é uma solução visado a dar respostas aos requerimentos de transporte terrestre de passageiros e mercadorias entre os três territórios de Hong Kong, China continental (em particular, as regiões da costa oeste do Rio das Pérolas) e Macau, nomeadamente, um novo acesso de transporte terrestre em ligação das costas oeste e leste do Rio das Pérolas. O tabuleiro principal da Ponte de Hong Kong, Zhuhai e Macau estende por uma extremidade no lado oeste da ilha artificial junto à Gongbei, Zhuhai, para a extremidade leste com o encontro projectado a situar-se numa outra ilha artificial, junto do braço leste de um túnel submarino, fazendo cruzamento com a linha de limite que demarca os âmbitos de Guangdong e Hong Kong. É um acesso viário de dois sentidos com 3 faixas de rodagem cada, cujo comprimento total será cerca de 29,6 quilómetros. A solução adoptada é integração de pontes e túnel, tendo incluído um túnel submarino de comprimento de cerca de 6,7 quilómetros e duas ilhas artificiais. A concretização da Ponte de Hong Kong, Zhuhai e Macau irá criar uma globalização económica do Delta do Rio das Pérolas, para que os três territórios possam recorrer os efeitos activos trazidos da construção da ponte, que são propícios para impulsionar o desenvolvimento das várias indústrias dentro das regiões do Delta do Rio das Pérolas.

Os governos dos três territórios acordaram recentemente no investimento de 15,73 mil milhões de renminbis como capital principal da Ponte de Hong Kong, Zhuhai e Macau, sendo necessária ainda a realização de financiamento através de crédito para cobrir os restantes custos de construção. As três partes irão suportar propriamente os encargos, conforme o consenso recentemente chegado, relativos à construção dos postos fronteiriços e das ligações de acesso nos seus territórios. Com base do acordo acima exposto, as três partes acordaram ainda no suporte em conjunto dos custos de construção da estrutura principal da ponte, no qual o Governo Central decidiu investir em conjunto com o governo da província de Guangdong, num total de 7 mil milhões de renminbis como investimento da China continental no empreendimento. Por seu turno, Hong Kong irá investir 6,75 mil milhões de renminbis e Macau com 1,98 mil milhões de renminbis. Nestes investimentos a entrar pelos três territórios, num total de 15,73 mil milhões de renminbis, a comparticipação da China continental representa a proporção de 35,10% dos custos, Hong Kong por 50,2% e Macau por 14,7%.

 
ata Última de Actualização : 01/11/2015
Declaração de exoneração de responsabilidade  Mapa da página electrónica
Direitos de autor © 2010 Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estruturas da Governo da Região Administrativa Especial de Macau